quinta-feira, 30 de março de 2017

Belas recordações

1911. Vista parcial da antiga São Gabriel. Rua Coronel Sezefredo, esquina da Praça Doutor Fernando Abbott. No local onde era a Casa A. Azambuja, está hoje a sede da agência do Banrisul. Destaca-se ao fundo, assinalado com uma seta, o grande edifício da Sociedade Literária Gabrielense. (Fototeca do Museu João Pedro Nunes)

Estância do Trilha. Este prédio foi construído em 1814, por Antônio Alves Trilha, de quem foi desapropriada meia légua de campo em quadro, para a fundação de São Gabriel. Sofreu várias reformas. Em uma delas perdeu a sotéia, mirante muito em moda nos solares de antigamente. Fica a dois quilômetros do centro da cidade e pertence ao município de São Gabriel, tendo sido adquirida em uma das gestões do prefeito Balbo Teixeira. (Fototeca do Museu João Pdero Nunes)

Casa onde nasceu Alcides Maya, na antiga Praça da Caridade, em São Gabriel. A frente do prédio a senhorita Ninfa D'Ávila, a senhora Ema Vieira Lannes e o menino José Vieira Lannes. (Foto: Álbum da família de Marco Aurélio DÁvila)

Fachada da casa onde residiu o coronel Manoel Deodoro da Fonseca, proclamador da República, quando serviu em São Gabriel. A frente da casa a profesora Ilza Maria Partes de Oliveira, historiador Osório Santana Figueiredo, dona Celina Barbosa Rodrigues, que era a proprietária do prédio, as professoras Rosane V. Pereira Fonseca e Loecy Maria Morteira. (Foto: Arquivo do historiador Osório Santana Figueiredo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário